quarta-feira, 31 de março de 2010

Tramas do destino - Paula Marshall

Postado por Rafaela às 3/31/2010 11:00:00 AM 3 comentários
Tramas do Destino Resumo: O império financeiro da família Dilhorne passa por sérias dificuldades e Alan é chamado para investigar as causas. Ao chegar em Londres, é apresentado a Ned Hatton e ambos têm uma grande surpresa: são praticamente idênticos! Quando Alan conhece Eleanor, irmã de Ned, e começa a desfiar a história da família Hatton, percebe que a semelhança não é mera coincidência. E que um segredo de família pode, na verdade, destruir qualquer esperança de um futuro ao lado de Eleanor, a quem ele ama cada vez mais. O que eu achei: Um livro cheio de reviravoltas e acertos com o passado. Tramas do Destino é um livro que me surpreendeu, depois que li "O casamento de Hester", imaginei - também pelo resumo - que seria tão cativante e emocionante quanto. Mas infelizmente no saldo geral não foi. Não porque o livro seja ruim nem nada disso, mas acho que eu cometi o equívoco de o superestimar - equívoco este que tenho muito cuidado de tentar não cometer, mas que por ser um livro tão aguardado nas minhas futuras leituras e por eu ser fã da série, infelizmente acabei cometendo. Comecei empolgada (pelos motivos que já citei), ao longo da estória meu entusiasmo foi esfriando em certa medida, quase no final os acontecimentos deram uma guinada em seu momento auge de revelações e nas últimas páginas, fiquei com um pequeno desapontamento porque esperava mais conflitos ou obstáculos e estes não houveram. Mas "Tramas" como todo livro, também têm seus momentos muito bons e me causou uma mistura de emoções, em certos trechos os diálogos do Alan me fizeram sorrir e pensar: "este é mesmo filho de quem é." Como diz o ditado: quem sai aos seus não degenera. Outra coisa que não decepcionou são os cenários, datas e detalhes históricos ricamente fiéis. Que sempre me fazem ser transportada no tempo. Alan Dilhorne é sagaz, ardiloso, bonito, decidido, inteligentíssimo e em certas ocasiões é frio e duro como uma pedra de gelo, mas essas características não fazem dele um homem mau, muito pelo contrário. É justo e sabe reconhecer as virtudes dos outros e os próprios erros. Um excelente homem de negócios e pretendente apaixonado, devotado e fiel ao extremo a mulher que ama. Eleanor Hatton é o par perfeito para Alan, sua verdadeira alma gêmea. De personalidade forte, corajosa, compreensiva, com uma mente moderna e um espírito livre, Eleanor valoriza a opinião e sentimentos dos outros, mas não se deixa influenciar nem submeter a algo que no fundo não aceita, mesmo que custe a perda da estima dos outros por ela. Mesmo que não seja declarado abertamente, segue seus sentimentos e pensamentos. Não que ela seja uma rebelde, no começo até é um pouco, mas a maturidade e a realidade da vida, que conheceu através do Alan, fizeram com que aceita-se o meio em que vive, mas não ao ponto de sufocar sua personalidade e de não querer que ajam mudanças. Como já escrevi num outro post sobre o livro "O casamento de Hester", este livro pertence a uma série chamada "Dinastia Dilhorne" que é composta pelos seguintes livros: A dama e o condenado - Paula Marshall (Grandes Romances Históricos 07) O casamento de Hester - Paula Marshall (Clássicos Históricos 201) Tramas do destino - Paula Marshall (Grandes Romances Históricos 11) Farsa inocente - Paula Marshall (Clássicos Históricos Especial 142) Feitos um para o outro - Paula Marshall (Clássicos Históricos 252) Tramas do Destino é ao mesmo tempo, comum e novo, simples e complexo, calmo e conflituoso, tranqüilo e impactante, doce e acima de tudo, uma reflexão sobre a sociedade da época e todos os seus costumes. É um livro que une muitas pontas soltas e esclarece muitos acontecimentos que eram nebulosos sobre o passado do patriarca da família, Tom Dilhorne. Se fosse para dar uma nota (algo que eu não gosto muito), daria um 7,00. Pois para me agradar mais, tinha que ter mais conflitos e obstáculos para a felicidade do casal ser concretizada. (adoro um bom conflito =p hehehe). Mas no final de tudo, como é Paula Marshall e a Dinastia Dilhorne (que por si só já me encanta), vale a pena. Bem, é isso. ^^ Bjs

segunda-feira, 29 de março de 2010

O Cavaleiro dos Seus Sonhos - Julia Lathan

Postado por Mara às 3/29/2010 10:48:00 AM 2 comentários
O Cavaleiro dos Seus Sonhos Inglaterra, 1486 Ela sabia que teria de arriscar a vida. Mas não o coração! Audaciosa e aventureira, Anne Kendall daria tudo para se juntar ao grupo secreto de guerreiros conhecido como Irmandade da Espada. Por isso ela concordou com um perigoso disfarce. Mas então, sir Philip Clifford, um cavaleiro implacável e irresistivelmente bonito, se integrou ao grupo, trazendo memórias de beijos roubados, de anseios apaixonados e de uma noite em que Anne teria feito qualquer coisa para pertencer a ele... Anne gostaria de se concentrar na perigosa missão que tinha pela frente, mas a paixão selvagem e gloriosa que florescia entre ela e aquele guerreiro indomável poderia provar que ele era o cavaleiro dos seus sonhos... e das suas fantasias!
Meu Comentário:
Philip é realmente o cavaleiro dos sonhos, ao menos da parte em que começamos a leitura em diante.
Sim, a estória deles começa antes da leitura inicial desse livro, e nessa fase em que não temos acesso... afffffff...aconteceram as cenas hots sem finalizações e o deslize que o torna um canalha... pois ele quer a mocinha, mas não quer casar com ela.
Qual o motivo? Simples, ela é uma simples serviçal e ele como cavaleiro quer fazer um bom casamento na corte e garantir o futuro, já que ele também é de origem humilde.
Pois bem, não é uma leitura ruim, mas decidamente é bem amarrada. Talvez eu tenha ficado frustrada por não ter acesso a estória desde o início, o fato é que nem mesmo o mistério que envolve a trama me motivou.
Um livro que normalmente eu leio em 2 dias, arrastou-se por uma semana.
A estória tem um final um tanto morno, sem grandes frases, nem pedidos de desculpas. Enfim, bem esquecível.
Nota 5 ( isto porque estou levando em consideração que o Philip é bem atencioso com a Anne, apesar de ainda buscar a ricaça...rsrs)
bjos
Lady d'Arques

domingo, 28 de março de 2010

Ameaças e Promessas - Barbara Delinsky

Postado por Mara às 3/28/2010 07:13:00 PM 4 comentários
Ameaças e Promessas Após uma cirurgia Plástica no rosto, Lauren Stevens estava tão preocupada com o novo visual e os recentes investimentos feitos com o dinheiro que herdou de seu irmão que nem percebeu a ocorrência constante de “pequenos incidentes”.
Mas os incidentes ganham uma dimensão bem maior quando ela começa a ser perseguida e ameaçada de morte.
Para aumentar seu desespero, um homem chamado Matt Krueger passa a estar sempre ao seu lado, afirmando ter sido amigo do irmão dela.
Atraente demais, fácil demais e interessado demais em protegê-la, Matt torna-se o principal suspeito de ser o verdadeiro algoz de Lauren.
Afinal, poderia alguém como ele simplesmente surgir do nada?
Meu Comentário:
Por causa dos comentários adiei a leitura desse livro por várias vezes. Quando finalmente peguei, fiquei impressionada pois é uma leitura eletrizante, tensa e com muitos mistérios.
Por mais da metade do livro eu fiquei sem saber em quem confiar.
Matt é um sonho de consumo, apesar de não ser belo no sentido clássico da palavra, é um homem que impressiona por sua força, caráter e objetividade.
Lauren apesar da inocência é muito inteligente, extremamente observadora e possui sagacidade. Depois de uma vida à margem de quase tudo, por causa de sua aparência física, Lauren contrariando sua educação rígida e tolhedora, herança de seus pais, ela resolve tomar as rédeas da própria vida. Faz cirurgia plástica, muda de cidade, de profissão e se abre para novas possibilidades.
Apesar de seus 29 anos ainda é virgem e a primeira vez com Matt é uma das cenas mais bonitas do livro.
Matt apesar de ser um trabalhador braçal é dono de uma sensibilidade ímpar. Sempre presente nas horas dos apuros de Lauren, é uma incógnita e somente o amor e a confiança são capazes de fazê-los vencer essa misteriosa batalha.
Livro nota 10.
No entanto devo ressaltar que a leitura é tensa em alguns momentos, chega a ser aflitiva. Creio que agradará apenas quem gosta de um bom suspense.
bjos
Lady d'Arques

O Homem que me amava - Tori Carrington

Postado por Mara às 3/28/2010 06:30:00 PM 1 comentários
O Homem que me Amava Fogo e paixão? Mitch McCoy - Investigador particular. Ele é especialista em localizar pessoas... mas nunca conseguiu encontrar a mulher que amava e o abandonou no altar. Liz Braden - Ela está de volta à cidade depois de ter abandonado mais um noivo. É evidente que não foi feita para se casar... mas estar diante de Mitch é uma grande tentação... Depois de quase terem se casado uma vez, Mitch McCoy é o que se pode chamar de solteirão convicto... até o dia em que sua ex-noiva ressurge na cidade usndo outro vestido de noiva e sapatos vermelhos! Mitch sabia que não podia estar apaixonado por Liz, mas nunca deixara de desejá-la fisicamente. Mas Liz está disposta a dar a Mitch a noite de núpcias que nunca tiveram? Ou o último noivo a encontrará antes disso?
Meu Comentário:
Digamos que Liz Braden, seja uma das mulheres mais tolas que já conheci; afinal abandonar um McCoy no altar é atestado irreversível de insanidade. Mas vamos ao que interessa o Mitch; gente como uma delicia dessa fica vagando por 7 anos e ninguém consola, me foge o entendimento, cadê as mulheres de Manchester??? Affff
Enfim, pra um M.I. (leia-se Momentos Intimos) as cenas hots são frustantes, nem parece livro da Tori Carrington, aquela que escreveu "Despertar". Aliás nem parece livro dos irmãos McCoy, a não ser claro quando eles dão o ar da graça, principalmente com o misterioso e citado tórrido caso de amor do Patriarca, Sean.
Resumindo: apesar de algumas cenas hilárias e algumas falas com conotação sexual, tenho pra mim que a Liz estragou o livro. Pois pelo Mitch super vale a pena ler, e também pra dar uma olhadinha na familia...rs
Admito que apesar da frustração ao longo do livro, as páginas finais foram uma grata surpresa. Mitch se superou e com isso tornou a estória mais coerente.
Nos momentos finais do livro Mitch conclui um pensamento que vou postar abaixo, e conclui a emoção e razão do Romance.

Mitch a beijou. A excitação que esperava da vida não poderia ser encontrada no trabalho. Por isso havia se des­ligado do FBI e desistido da carreira de investigador. Sabia que também não teria encontrado aquela emoção criando cavalos. Liz era a única que podia satisfazer essa necessidade. A única capaz de fazê-lo cantar ao amanhecer, sonhar ao entardecer... e arder durante toda a noite.

E o epílogo com certeza é digno daqueles filmes de comédia-romantica que eu tanto gosto, com excelentes cenas para gargalhar envolvendo o casal e toda a cidade. Só por isso aumentei uns 3 pontos na avaliação.

Por isso nota 7 (apesar dos trechos hots que deixaram muito a desejar).

Bjos

Lady d'Arques

quarta-feira, 24 de março de 2010

Lobo Solitário - Diana Palmer

Postado por Mara às 3/24/2010 10:37:00 PM 7 comentários
O Lobo Solitário versão NC antiga nada a ver com essa MARA da Harlequim

Lobo Solitário (Versão Mara da Harlequin)
 
Para Gabby Darwin trabalhar no escritório de J.D, um dos criminalistas mais famosos de Chicago, não era problema, ainda que ele fosse mandão e jamais se preocupasse com ela.
Até que algo inesperado aconteceu e ambos tiveram de partir para uma missão secreta na América Central.
E foi lá que ela conheceu o lado perigoso de J.D, ao saber mais sobre seu passado como mercenário.
Quando Gabby começa a sentir o desejo cada vez mais intenso no olhar de J.D., ela se dá conta de que tinha uma imagem completamente errada sobre ele.
Mas J.D. já se apossou de seu coração, deixando-a indefesa e à mercê de seus caprichos...
Meu Comentário:
Jacob Dane Brettman, só o som do nome mostra que ele é um homem de muita personalidade, tanta que acabou completamente com o preconceito que eu tinha da Diana Palmer.
J.D. nos tribunais...
Archer nos campos de batalha...
Jacob na intimidade...
Um homem de muitos nomes, com ótimas frases de efeito, perspicaz, inteligente, extremamente carinhoso...
No entanto quando se sente ameaçado pelos sentimentos que nutre por Gaby, ele se torna um "Ogro" assustador extremamente habilidoso em afastar a mulher que ama com uma fúria fora de controle.
Enfim, dono de uma personalidade complexa... J.D. conquista, seduz e reconquista mesmo a mais dura das mulheres. E essa parte do livro na minha humilde opinião é perfeita... pois mostra a reconquista passo-a-passo...
Admito que devorei o livro como a muito tempo não fazia. É uma leitura passional, eletrizante e principalmente inesquecível.
A Gaby é perfeita, feita sob medida para domar o "Lobo Solitário", meu único senão... é o fato de eu não ser ela...rsrs (inveja branca).
Nota 10 (pelo simples fato que não existe nota maior...rsrs)
Bjos
Lady d'Arques

sexta-feira, 19 de março de 2010

O casamento de Hester - Paula Marshall

Postado por Rafaela às 3/19/2010 10:00:00 AM 3 comentários
O Casamento de Hester Resumo: ELE NÃO QUERIA ENTREGAR SEU CORAÇÃO... Austrália, século XIX Ele não queria entregar seu coração... Hester Waring ficou quase à míngua depois da morte de seu pai, um homem que levara uma vida devassa e inconsequente. A salvação veio de quem ela menos esperava: Tom Dilhorne, ex-presidiário e o homem mais rico de Sídnei. Tom conseguiu para Hester um emprego de professora, mas sabia que, para ser aceito na sociedade, teria de se casar com uma lady. Por que não Hester? Ela era uma lady, e não era o tipo de mulher que o atraía. O que era uma vantagem, pois, assim, ele não correria o risco de se apaixonar... O que eu achei: Um dos melhores livros que já li. Sem dúvida adoro a Dinastia Dilhorne. Tenho todos os cinco livros da série que são meu xodó pessoal. Eu diria que "O casamento de Hester" é o livro mais importante da série e quiçá o melhor. Hester é uma mocinha "pseudo patinho-feio" que sempre foi vítima da indiferença dos pais e do desprezo dos outros. Por ser pobre, "feiosa" e filha de um bêbado perdulário que após a sua morte a deixou coberta de dívidas e na mais completa miséria, o que por pouco não a leva para uma vida degradante lhe roubando a pouca dignidade de dama que lhe resta, se não fosse salva pelo homem que considerava o inimigo de seu pai e o pior homem na terra. O ex-condenado Tom Dilhorne. Tom na verdade nunca teve nada contra o pai ou toda a família de Hester, pelo pai sempre sentiu indiferença e talvez um certo divertimento ao ver como o homem lhe detestava sem motivo aparente e pela filha uma certa compaixão. Mas ao se aproximar de Hester - por ser o homem perspicaz que é - consegue enxergar o que vai além da aparência mal cuidada e frágil e vê uma alma forte, sagaz, vibrante e cheia de vida que virá a ser o único e grande amor da sua vida. Acho fenômenal o fato de Tom ver além do que os outros poderiam enxergar o que os outros jamais conseguiriam ver se não fosse pela sua intervenção na vida de Hester, fazendo desabrochar a linda mulher que ela é. Ao mesmo tempo que se apaixona por ela antes de sua beleza se exteriorizar, Tom se apaixonou pela essência de Hester. O relacionamento dos dois evolui de uma forma muito linda e todo o livro tem uma linguagem bem romântica e requintada. Os diálogos e cenas são descritos com riquezas de detalhes e dados históricos fiéis. Simplesmente maravilhoso! Você pode ler um trecho do Casamento de Hester clicando aqui. Como já disse este livro pertence a uma série chamada "Dinastia Dilhorne" que é composta pelos seguintes livros: A dama e o condenado - Paula Marshall (Grandes Romances Históricos 07) O casamento de Hester - Paula Marshall (Clássicos Históricos 201) Tramas do destino - Paula Marshall (Grandes Romances Históricos 11) Farsa inocente - Paula Marshall (Clássicos Históricos Especial 142) Feitos um para o outro - Paula Marshall (Clássicos Históricos 252) Todos se passam em momentos históricos importantes da Austrália, Inglaterra e Estados Unidos. Em breve farei resenhas dos outros. Adoro os livros da Paula Marshall. O casamento de Hester é maravilhoso!!! Romântico, doce, espirituoso e completamente apaixonante. Mais que recomendado. Bjs

quarta-feira, 17 de março de 2010

Um jeito sedutor... - Michelle Reid

Postado por Rafaela às 3/17/2010 10:30:00 AM 2 comentários
Resumo: De sedutora a seduzida! O milionário Ethan Hayes considerava Eve uma garotinha rica e mimada, que se insinuava para os homens até fazê-los rastejar a seus pés e depois os desprezava. Porém, quando ela foi brutal e injustamente atacada, Ethan se prontificou a protegê-la, fazendo o papel de seu noivo. Assim, da noite para o dia, Ethan viu-se ao lado de Eve vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana, e uma forte atração começou a surgir entre ambos. Mas ele tinha de controlar a tentação, porque o noivado de faz-de-conta duraria apenas mais duas semanas. E então, depois disso, Ethan certamente cairia no esquecimento, enquanto Eve continuaria provocando os homens com seu jeito sedutor... O que eu achei: Esse livro é ótimo! Sou fã de carteirinha da Michelle Reid e nesse livro ela mais uma vez me deixou babando. Todo o desenrolar da estória, além dos personagens e conflitos são interessantíssimos. Simplesmente amei! Muito bom! Ethan Hayes partiu de férias para uma ilha caribenha só para fugir de um incidente que deixou marcas profundas no seu coração e não quer se envolver com ninguém por um bom tempo. Mas para sua infelicidade ou deveria dizer felicidade, existe uma mulher que está na ilha, que o tira do sério e ao mesmo tempo o deixa sem fôlego. Eve Herakleides. Eve é uma moça mimada que sempre teve tudo e todos aos seus pés. Menos Ethan que deixou claro que não está interessado nela. Talvez seja justamente por isso que ela o deseje tanto - além do fato de ele ser deslumbrante - porque é inalcançável para ela. Mesmo Eve sendo o oposto das personagens que eu simpatizo, me vi gostando dela, por seu jeito doce e ao mesmo tempo divertidamente ousado, mas que por causa dessa ousadia ela vai sofrer algo que vai marcá-la e fazê-la amadurecer rapidamente. Show de enredo! Releio quando aperta a saudade e não me desfaço. Michelle Reid sabe levar uma estória como ninguém, que tem romance, drama, paixão, polêmica, momentos divertidos e reviravoltas espetaculares. Adoro! *-* Quando li pela primeira vez pensei: "Esse livro tem cara de continuação." Aí fui pesquisar e descobri que este livro faz parte de uma série da Michelle chamada: Maridos Apaixonados. Composta pelos seguintes livros: O destino de um sheik - Michelle Reid - Bianca 798 Um jeito sedutor - Michelle Reid - Julia 1224 Forte atração - Michelle Reid - Julia 1279 Paixão Oriental - Michelle Reid - (ainda não foi lançado aqui no Brasil) Descobri os dados todos dos quatro livros no Literatura de Mulherzinha que é a minha enciclopédia sobre livros de banca. Qualquer dúvida, corro pra lá! Vocês podem ver o que a Beta falou sobre a série clicando, aqui. Por enquanto é só. ^^ Bjs

segunda-feira, 15 de março de 2010

Beijo Fatal - Julia James

Postado por Mara às 3/15/2010 05:48:00 PM 1 comentários
Beijo Fatal Vingança...
O poderoso magnata Alexei Constantin tem apenas uma coisa em mente: destruir o império Hawkwood!
Desejo...
Mas Alexei não percebe que acaba de compartilhar um beijo apaixonado com Eve Hawkwood, a linda filha de seu amargo rival!
Chantagem!
Alexei quer Eve. E vai propor uma noite juntos em troca de algo que ela deseja... Alexei vai pressioná-la para ver até que ponto ela pode chegar...
E se Eve provar que é inocente, Alexei irá reivindicá-la!
Trecho...
— Existe um bem que você possui que ainda não me ofereceu. — A voz de Alexei era baixa e controlada. Giles Hawkwood deu mais um gole em seu drinque. — Seja mais claro. Alexei colocou uma das mãos aberta sobre a mesa, enquanto continuava relaxado na cadeira. — Sua filha — murmurou suavemente —, é muito bonita. Hawkwood esboçou um sorriso largo. Alexei podia ver a satisfação brilhando nos olhos dele. E, menos perceptível, mas ainda assim presente, o alívio. — Ah, sim, Eve — disse ele. — Ela é mesmo excepcionalmente bonita, não acha? Um... relacionamento com Eve poderia ser considerado, Constantin, caso nós nos tornemos... sócios.
Meu Comentário:
É um livro contemporâneo... olhando assim a sinopse poderia até acha-lo banal ou melhor mais um arrogante e prepotente entre tantos outros Então vc começa a ler e descobre que não é nada daquilo que vc estava pensando... rsrsrs... Eu devorei esse livro hoje... tudo bem ele nem é tão grande... são 186 páginas... A questão é que o pai da Eve é um canalha e o Alexei acha que a filha é cumplice do pai a ponto de se vender a troco de seus próprios interesses... e resolve testá-la... A proposta que me chocou... " - Aceito o preço que você ofereceu com uma condição. Você passa a noite comigo. Ela ouviu as palavras , mas não faziam sentido. Era como se tivessem sido ditas numa lingua estrangeira que não conhecia. - Você aceita a condição? Foi como uma faca apunhalando o coração de Eve. - Você sem dúvida, está acostumada a uma proposta menos direta para tais situações, mas eu não tenho tempo para isso. É um acordo muito simples. Você me paga o preço de mercado, segundo a avaliação que me apresentou, mais o bônus de passar a noite comigo. Isso é um problema? (...)
A decisão de Eve choca... mas é passivel de entendimento... Ela é uma guerreira... mas não consegue se perdoar pelo que é obrigada a fazer... E então voltamos ao ponto de que é mais dificil perdoar a si mesma do que oferecer o perdão a outra pessoa... É uma batalha dificil... e por ser contemporaneo o achei extremamente denso... e chorei com Eve... E depois com Alexei... quando ele percebe que homem havia se tornado... pois não era muito diferente do seu pior inimigo ( o pai de Eve ) Enfim, meninas se gostarem de livros que fazem repensar as próprias atitudes... Eis aí um livro que super vale a pena!
Nota 10 Super beijo! Lady d'Arques... Mara

domingo, 14 de março de 2010

De Volta ao Amor

Postado por Mara às 3/14/2010 04:16:00 PM 5 comentários
Pura emoção — Sarah Morgan
As mulheres não abandonavam o bilionário siciliano Rocco Castellani. Tudo que ele queria era uma esposa adorável e obediente... mas Francesca fugiu! Rocco não teve problemas para localizar sua jovem fugitiva e trazê-la de volta. Agora, ela está ao seu lado, como um boa esposa siciliana. Sua noite de núpcias lhe foi roubada, e nada o impedirá de possuí-la...
O chamado do desejo — Julia James
Quando Nikos Theakis, um magnata grego, ofereceu a Ann Turner um milhão de dólares por seu sobrinho órfão, ela aceitou o dinheiro e partiu. Jovem, pobre e sozinha, Ann fez o que achava melhor para a criança... e quase se destruiu. Mas agora o pequeno Ari precisa dela, e o impiedoso grego lhe propõe um novo e diferente acordo: Ann deve passar um mês em sua ilha na Grécia...
Meu Comentário:
Pura emoção — Sarah Morgan
Se você ama um homem possessivo, então você precisa conhecer Rocco Castellani, pois ele tem ciúmes até dele mesmo.
Esse livro é uma estória básica de homem siciliano, que tem um toque de ternura, com atitudes muito fofas. Cenas hots excelentes.
A Chessie achei meio fraquinha, mas a gente compreende seu jeito de ser quando conhece seu passado familiar.
Digamos que o que mais gostei foi a lembrança que Rocco me invocou... hauhauhau... em alguns trechos as falas são de Connor MacEnroy, sim o marido da Gilly de "A Noiva das Terras Altas" da Hannah Howell.
Por que?
Simples. A idéia que Rocco faz de como deve ser a esposa... hauhau..
Nota 8.
Ps. O livro vale a pena, nem que seja apenas pela cena em que ele perde o controle, e tem um arroubo sexual com a esposa... veja que absurdo... tsc... tsc...rsrs.
O chamado do desejo — Julia James
Os livros da Julia James são sempre polêmicos, esse é o segundo livro que leio dela e notei que suas mocinhas são sempre anti-heroínas.
Sim, sabe as coisas que jamais faríamos,tipo vender o sobrinho por 1 milhão de Libras, ou receber uma grande soma em dinheiro por um mês da nossa vida, ou ainda e pior de todos os pecados, trocar nosso corpo por uma grande soma em dinheiro?
Pois é, as mocinhas da Julia fazem isso, e os mocinhos não perdoam, pelo contrário, eles as desprezam, usam, abusam e sempre ficam com ódio de si mesmos, pois não resistem e são seduzidos por essas mulheres imorais e sórdidas.
Os mocinhos sempre lutam por não se apaixonarem por essas mulheres interesseiras, capazes de tudo por um pouco de luxo e vida fácil.
Confesso a vocês que me angustio ao ver a mocinha se calar diante das acusações e ainda muitas vezes até afirmarem serem realmente esses monstros.
Os livros da Julia são densos e surpreendentes, as cenas hots chegam a ser mágicas e os personagens tem uma carga psicológica tão dramática que é impossível parar a leitura.
Nota 10
bjos
Lady d'Arques

sábado, 13 de março de 2010

A amante do magnata - Sara Craven

Postado por Rafaela às 3/13/2010 06:54:00 PM 1 comentários
Resumo: Um contrato de desejo. Cressy ficou atônita com a proposta de Draco Viannis. Desde que conhecera o grego formoso, não conseguira mais tirá-lo do pensamento. A paixão entre eles era alucinante — mas teriam apenas um caso temporário? Essa, com certeza, não era a intenção de Draco... E quando Cressy descobriu que ele era o único homem que poderia ajudá-la, Draco não pensou duas vezes para pedir algo em troca: ter Cressy em sua cama mais uma vez! O que eu achei: Esse livro me despertou sentimentos contraditórios e conflituosos. Comecei a lê-lo achando que seria um livro hot e claro como o personagem principal é grego (e vocês sabem que eu adoro livros que têm gregos), seria complicado, mas ao mesmo tempo emocionante, principalmente depois do resumo mara. Mas não foi assim. Cressy no começo é uma mocinha até interessante, de caráter firme e decidida, foi jogada para segundo plano pelo pai, desde adolescente quando sua mãe morreu e ele ficou completamente louco por outra mulher que veio à ser sua esposa e madrasta de Cressy, mas que era uma mulher fútil e ambiciosa, que na verdade só estava interessada no dinheiro do marido e que detestava a Cressy. Mesmo crescendo nesse ambiente de indiferença, Cressy sempre sonhou com um futuro melhor nos braços do homem dos seus sonhos, mas infelizmente quando encontrou este homem numa viagem à Grécia, deixou a chance escorrer entre os dedos por motivos familiares mas agora se arrepende e irá se arrepender mais ainda. Draco por sua vez, por ser milionário sempre conviveu com o fantasma que assola quem tem muito dinheiro: o medo e desconfiança de que as pessoas só se aproximam dele por interesse financeiro e nunca pela pessoa que ele é. Então quando conhece a Cressy e sabe que ela não faz ideia de quem ele é e se apaixona perdidamente, tem certeza de que ela é a mulher da sua vida. Mas quando ele descobre que ela o deixou, começa a tramar um plano de vingança para fazê-la pagar por toda a humilhação e sofrimento que ele passou. No entanto nesse processo de vingança, ele irá descobrir que quem é vítima da vingança sofre, mas quem se vinga às vezes sofre tanto ou mais ainda. Me surpreendi com esse livro e não foi pro lado bom, achei muito cansativos os flashbacks e volta ao presente. O Draco é muito intransigente chega a ser cruel e muito frio em alguns momentos. A Cressy começou bem e me impressionou com sua força, mas foi caindo no meu conceito e ficando cada vez mais triste, resignada e submissa. Não sei quem foi a decepção maior, se ela ou o Draco. Uma pena, gosto muito do trabalho da Sara Craven, ela é muito talentosa. Mas para quem gosta de conflitos é ótimo e mesmo não me agradando com algumas coisas no livro, ainda sim mantenho, pela problemática, pelos conflitos, pelas cenas hots que são ótimas, por ser livro de grego e por me dar um gostinho das ilhas gregas. *-* Quero ir à Grécia um dia! hehehe ^^ É isso. Bjs

terça-feira, 9 de março de 2010

Diga que me quer! - Cindi Myers

Postado por Rafaela às 3/09/2010 05:00:00 PM 2 comentários
Resumo: À procura do sr. Perfeito... agora! Joni Montgomery precisa de um homem que finja ser seu namorado por tempo suficiente para persuadir certos membros da sua família a desistir daquela obsessão por casamento. Carter Sullivan é alto e lindo e aceita o plano. Perfeito! E ele é também tentador demais para Joni conseguir resistir... Mas alguns dias entre os lençóis só tornará a farsa mais convincente, não? Carter acredita em amor à primeira vista. E quando ele conhece a linda e sexy Joni, apaixona-se imediata e profundamente. Pena que ela insista em dizer que o relacionamento é temporário. Depois de alguns abraços calorosos, ele se convence de que Joni sente o mesmo por ele... embora se recuse a admitir. Muito bem. A solução é envolver seus sentidos até que ela confesse que também o quer! O que eu achei: Livro fofo. Para momentos em quer fugir de uma leitura densa e se deixar relaxar lendo algo leve e divertido. A capa parece bem com o primeiro encontro deles, os modelos, roupas e cenário de fundo. Muito bem escolhida! Não sei ao certo o que mais me cativou nesse livro, se foi sua escrita leve e bem humorada, a forma em que aborda o receio que algumas pessoas têm de se envolver em uma relação séria por medo de sofrer e/ou se decepcionar no futuro ou o lado romântico ao extremo que me fez suspirar à vontade rs. Joni não acredita no destino, para ela nós é quem fazemos a nossa história. Possue uma fachada pragmática quanto aos homens que esconde (ou tenta), por causa de um profundo medo de sofrer. E por esse motivo, não quer se envolver com homens que julga terem profissões perigosas e que se estes se arriscam é porque querem e gostam e que são: "viciados em adrenalina". Mas a Joni vai ter essa perspectiva totalmente abalada quando conhece o Carter. Carter Sullivan é um policial dedicado que ama sua profissão e quer fazer a diferença, mas se sente muito só e é um romântico inveterado, que quando conhece a Joni tem certeza de que foi obra do destino e que foram feitos um para o outro. Mas enquanto se apaixona tenta mostrar à ela que a vida é feita de riscos e que quando se corre esses riscos, o amor fica mais forte e é mais valioso e importante que tudo. Livro doce, engraçadinho e leve. Daria uma excelente comédia romântica. E pra encerrar vou usar uma frase da filosofia que acho que sintetiza bem o livro: Carpe Diem! Bjs

sábado, 6 de março de 2010

O Conquistador Grego - Helen Bianchin

Postado por Rafaela às 3/06/2010 02:05:00 PM 1 comentários
Resumo: Só depois do casamento... No instante em que Jesse Dimitríades pousa os olhos em Rebeca, uma atração eletrizante explode entre ambos! Jessé sabe que as mulheres o acham irresistível.... e Rebeca não é exceção. Como se explica, então, aquela reação fria e distante? Rebeca nunca se sentiu tão atraída por um homem quanto por Jesse! Ele é incrivelmente charmoso e sensual... e esse é o problema! Ela não quer se apaixonar nunca mais, não quer passar novamente pela dor atroz de desilusão.... Jesse está determinado a derrubar a barreira que Rebeca ergueu ao redor de seu coração e provar que seu amor é verdadeiro. Mas parece que não está encontrando a maneira certa de capturar o coração daquela mulher! O que eu achei: Adoro livros com gregos. Principalmente os Gregos da Helen Bianchin. Mas também adoro os livros dela em geral. Algo que me chama atenção é o fato de que eles não são só mandões e muitas vezes arrogantes, mas além disso são extremamente apaixonados e devotados. O que poderia muito bem ser uma contradição, não? Mas acho que são justamente esses fatores que os tornam tão interessantes para mim. Personagens complexos e complicados são minha fascinação. Acho que a trama fica muito mais envolvente e interessante quando seus integrantes tem uma personalidade a mostrar. E Jesse Dimitríades certamente tem algo a mostrar. Um homem que apesar de ser devotado com a família toda e ter em sua vida o grande desejo de constituir sua própria família - e talvez por levar tão a sério esse sonho - não encontrou ainda a mulher de seus sonhos e por isso vive uma vida voltada para o trabalho e mulheres a curto prazo. Até o dia em que no casamento do seu primo, conhece a irmã da noiva e embora o encontro seja breve, marcará sua vida para sempre. Rebeca só quer viver sua vida na maior paz possível depois de anos de sofrimento nas mãos do ex-marido doentio e a última coisa que quer na vida é se envolver com homem nenhum, principalmente com Jesse o primo do seu cunhado. Mas infelizmente sua resolução cai por terra conforme vai convivendo mais com ele e descobrindo o homem maravilhoso que ele é, um oposto total a seu ex. Será que ela irá conseguir resistir? E quanto a Brad, seu ex? Será que irá deixá-la em paz? Aaaaah! Isso você só descobrirá lendo! rs Algo que me conquistou mais ainda ao ler O Conquistador Grego, foi o tipo de narrativa. É narrado na terceira pessoa, mas essencialmente mostra o ponto de vista da Rebeca e em alguns pontos no meio da estória, vemos o que o Jesse está pensando e sentindo. É muito interessante! Acho que isso contribui para que consigamos entender melhor a mente dos protagonistas. É muito bom! Uma leitura a base de muita paixão, conflitos emocionais e muito bem escrita! Recomendoooooo!!!! Bjs Ps: Confirmei com a Isa (obrigada Isa!) algo que já desconfiava, que existe sim o livro do Luc com a Ana, primo do Jesse e irmã da Rebeca respectivamente. O livro é anterior ao Conquistador Grego e chama-se: Morrendo de amor - Helen Bianchin (Bianca 801). Mais um que entrou para minha lista de desejados. *suspiro* ^^

sexta-feira, 5 de março de 2010

Cativado - Nora Roberts

Postado por Mara às 3/05/2010 10:15:00 PM 0 comentários
Cativado Cético, Nash Kirkland saíra em busca da fascinante Morgana Donovan para ajudá-lo com seu mais novo roteiro, não acreditando por um momento sequer que ela fosse o que dizia ser. Contudo, à medida que Morgana se revelava a ele, Nash se via cada vez mais cativado. Ele jamais confiara em seus sentimentos, e sempre os mantivera em xeque. Assim, como Nash poderia ter certeza de que sua irresistível paixão por ela era real, e não apenas mais um feitiço?
Meu Comentário:

Livro de apresentação da família Donavan.

Achei bem interessante conhecer os primos bruxos.

Morgana, a protagonista deste livro.

Sebastian e Ana aqui como coadjuvantes e nos próximos serão os protagonistas.

A principio devo dizer que a leitura foi lenta, e Nash é um homem bem complicado emocionalmente, na minha opinião a Morgana teve paciência extrema com Nash.

O melhor do livro pra mim é a cena em que eles revela os fantasmas emocionais que o impedem de viver plenamente o intenso amor que sentem um pelo outro.

Nesse instante doloroso Morgana não resisti, o consola e o enfeitiça...

No entanto o momento ápice pra mim é a discussão que culmina na separação de Nash e Morgana.

A cena é única, cheia de magia com emoções intensas e Morgana finalmente nos mostra seu lado bruxa...rsrs

Nota 7 na minha humilde opinião

P.S. Fiquei muito interessada no livro do Sebastian, pois na estória da Morgana ele se mostra um debochado de marca maior, e nos trechos que antevi, o livro dele promete ser muito bom.

Bjos

Lady d’Arques

 

Emotion Box Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting