sábado, 21 de janeiro de 2012

Immortals after Dark — Kresley Cole

Postado por Lidy às 1/21/2012 07:59:00 PM
Uma série de mini-resenhas sobre a série, do primeiro livro ao décimo primeiro. :) Para ver as capas em alta resolução, é só clicar nas imagens.

1. The Warlord Wants Forever:
Nikolai Wroth está conquistando um castelo inimigo para seu Rei quando encontra a mulher que o faz viver de novo — literalmente. Cinco anos depois, ele a encontra e adquire o poder de controlá-la. Myst é a Valquíria considerada a mais linda e precisa esquecer algumas coisas — como o fato de ser uma matadora de vampiros — antes de se arriscar a um futuro com Nikolai.

Nikolai é responsável, cavalheiro e sensível, mas também é mandão e autoritário. Eu amo! Myst é louca, serelepe e precisa urgentemente de alguém que a faça controlar seu lado mais selvagem. Entra em cena o vampirão. Affff!

2. A Hunger like no Other:
Emmaline Troy viajou a Paris para encontrar informações sobre os pais, mas acaba encontrando o rei dos Lykae, que passou os últimos 150 anos sendo torturado a mando do Rei da Horda. Lachlain procurou sua parceira por mil anos, e estava decidido a possuí-la de uma forma ou de outra, mesmo que ela fosse parte vampira, parte Valquíria e relutasse em ver que pertencia a ele.

Lachlain é perfeito para quem gosta de macho alfa de carteirinha, torturado, dominador e possessivo — como eu, mesmo que às vezes eu tenha tido vontade de dar uns murros nele. Emmaline começa covarde, medrosa e insegura, mas quando percebe que essa atitude não ajudava em nada, ela faz o que pode para mudar. Infelizmente, sobra para Lachlain. hehehehe

3. No Rest for the Wicked:
Kaderin foi despachada para a Rússia para matar um vampiro e adicionar suas presas à sua longa coleção. O que ela não esperava era a) que ele aceitasse a morte sem lutar, b) ser sua Noiva, c) ter um sanguessuga disposto a conquistá-la a qualquer custo. Sebastian faria qualquer coisa para provar a Kaderin que se importava, até vencer para ela o Talisman’s Hie, uma competição imortal que Kaderin estava acostumada a vencer cujo prêmio seria uma chave que abria os portais do tempo e poderia ser usada para trazer os mortos de volta.

Sebastian é uma graça — cavalheiro, gentil, tímido (amo quando eles são assim!) e muito decidido. Ele sabe que não ama Kaderin no começo, mas está disposto a tentar, e usa de todos os meios possíveis para descobrir o que pode sobre ela. Ele é totalmente aquele tipo de homem que manda flores sem razão nenhuma e abre a porta do carro para a gente entrar. Kaderin dá um novo significado à palavra ‘apática’, já que não pode sentir nada. Mas Kresley Cole faz um excelente trabalho ao passar para o papel as emoções que ela achava que devia estar sentindo, então, não torcer para ela e Sebastian é impossível.

4. Wicked Deeds on a Winter’s Night:
Bowen MacRieve e Mariketa também queriam vencer o Talisman’s Hie — ele porque queria trazer a parceira de volta, ela porque seria uma fonte de poder extra para as Bruxas. Exceto que Bowen e ela não se bicam, ele a tira da competição e ela o amaldiçoa... Além de descobrir como exatamente a morte de seus pais estava relacionada à da amada de Bowen.

Bowen é o clássico homem torturado que perdeu a mulher amada e não consegue parar de pensar nela; a diferença é que ele é um lobisomem de escocês de alguns milhares de anos. Ele é protetor, decidido, mandão, possessivo, um pouquinho selvagem e um grande cabeça-dura. Ainda bem que Mariketa, mesmo tão jovem, consegue fazê-lo comer na palma da mão dela. Ela não leva desaforo para casa e não perde tempo ao exigir dele tudo que ele deve dar, e não apenas o que ele quer.

5. Dark Needs at Night’s Edge:
Néomi Laress foi assassinada há 80 anos e se tornou um fantasma cuja única diversão era assombrar sua antiga mansão, que agora era a prisão de um vampiro enlouquecido e olhos vermelhos. Os irmãos de Conrad o aprisionaram contra sua vontade a fim de forçá-lo a recuperar a sanidade e sair da lista de ‘para matar’ do Rei Kristoff. Essa é a chance perfeita para que a fantasma e o vampiro se conheçam melhor e desenvolvam uma relação mais baseada na afeição e no respeito. Pelo menos até Conrad cometer um erro terrível e se arrepender.

Conrad começa louco, insensível, com sede de sangue e vingança, incapaz de se controlar, repleto de ódio e maldade. E eu me apaixonei por ele. Quando ele e Néomi se conhecem, tudo isso deixa de ser importante e ele assume a pose de cavalheiro na armadura de prata, atencioso, gentil, ardente e apaixonado — mas ainda dá um surto ou outro de vez em quando. Néomi é engraçada, astuta, sagaz, e já se acostumou a ser um fantasma, apesar de ainda não ter conseguido gostar disso. Ela se prontifica a ajudar Conrad a adquirir controle e se livrar da sede de sangue, e consegue seduzi-lo sem fazer virtualmente nada. Pessoalmente, acho esse um dos livros mais românticos da série.

6. Dark Desires after Dusk:
Holly Ashwin viveu durante vinte anos em meio a humanos sem saber que era uma meio-Valquíria com TOC. Uma noite, ao ser seqüestrada por um grupo de demônios e resgatada por Cadeon, ela aprende tudo sobre destino de dar à luz um filho que lutaria pelo bem ou pelo mal dependendo do pai. Aos poucos, ela e o demônio depravado se apaixonam e Cade promete levá-la a um feiticeiro que poderia reverter a mudança... Mas era na verdade o único que podia ajudar o irmão de Cade a recuperar o trono perdido, e exigia Holly como pagamento.

Cade é o irmão pervertido, devassado, tipo um daqueles nobres saidinhos da época da Regência, e adora cada momento disso. Ele guarda a culpa pela perda do trono do irmão e aprendeu da maneira mais difícil que tudo que aconteceu desde então era sua culpa, por isso, fará o que puder para ajudá-lo. Holly é obsessiva, puritana, neurótica e genial. Ver como duas criaturas tão diferentes podem ficar juntas e se apaixonar é muito interessante.

7. Kiss of a Demon King
Sabine, Rainha das Ilusões, estava destinada a ter um filho com o Rei Rydstrom, deposto pelo irmão dela, um feiticeiro do mal que cobiçava o poder de um artefato guardado no reino dos demônios da raiva. Para piorar as coisas, Sabine e a irmã eram envenenadas todos os dias e alimentadas com o antídoto a fim de evitarem uma traição. Rydstrom estava disposto a qualquer coisa para conseguir seu reino de volta, mas o que ele faria quando fosse obrigado a escolher entre a coroa perdida e sua rainha?

Rydstrom é calmo, dado a ponderar, quietinho, e Deus me livre ver esse homem perdendo o controle. Mais ainda, tenho pena da Sabine, que ocasionou essa perda. Ela é bem bitchy mesmo, tem o coração gelado, é má, e se deixar, amarra o homem na cama pra usar o corpinho delicioso dele sem dó nem piedade... E o que ele faz quando se liberta? Retribui o favor, ué!

8. Deep Kiss of Winter: Untouchable
Murdoch estava ajudando o irmão a buscar a Noiva fugitiva, certo de que era melhor ficar solteiro, até resgatar uma Valquíria da morte certa. Daniela era diferente das irmãs em tudo — ela estava disposta a viver com ele, apesar de não conseguir entender como sua pele gelada poderia suportar o contato com a dele. Mas ainda havia outra dúvida: como um casal tão improvável — a princesa de gelo e o sanguessuga — poderia viver junto sem causar a morte um do outro?

Murdoch é um ex-mulherengo — a pipa do vovô não sobe mais depois que um homem vira vampiro. Ô dó! — que adora batalhas, é machista, devotado ao irmão, mas que não dá a mínima para a causa de Kristoff. Quando conhece Danii, percebe que era um idiota que não sabia nada sobre mulheres, além de fisiologia feminina. Ela é mais sensível que as outras Valquírias, justamente por não poder ser tocada — literalmente — e anseia por manter contato com outro ser, mas sabe que nem por isso vai agüentar desaforo e repetidas vezes deixa isso bem claro, mas ele sempre volta com o rabinho entre as pernas e pedindo desculpa.

9. Pleasure of a Dark Prince
Lucia fora enganada por um deus e se casou com ele. Tarde demais, ela percebeu que apenas o rosto de Crouch era de um anjo, que sob a capa de beleza se escondia um monstro — literalmente. O engano quase a levou a morte, mas em troca de um voto de castidade, ela viveu, fadada a ser carcereira de Crouch, que tentaria sair da prisão a cada 500 anos. O príncipe dos Lykae, Garreth, faria o que pudesse para ajudar Lucia naquela missão misteriosa, mesmo que ele não entendesse como ela se enfiara naquela situação e porque não manter um relacionamento físico era tão importante. E tudo fica mais perigoso quando Lothaire os persegue...

Garreth é como todos os outros lobos até agora — mandão, possessivo, ciumento, autoritário, mas com a diferença de que ele deixa Lucia comandar o ritmo. Ele sabe que é importante que ela o queira, e que forçá-la não vai dar em nada. Desde o começo, ele deixa claro que faria tudo por ela, mesmo que isso o levasse dessa pra pior. Ela é reservada, calada, ponderada, a única Valquíria que não se dá a ataques de ira ao menor sinal de briga. Só que há um lado dela que gosta de atenção — principalmente se vier de um lobisomem de 1,90m —, mas sabe que não pode ignorar o dever, mesmo que isso complique o relacionamento com Garreth.

10. Demon from the Dark
Carrow foi seqüestrada pela Ordem e coagida a buscar o demoníaco vampiro Malkom do inferno a fim de ser estudado, sob a desculpa de ser libertada com a pequena Ruby. Ela vai, mas ao chegar, descobre que além de parceira para a parte demônio, também era Noiva da parte vampiro. Malkom estava animado por finalmente estar apto a, hum, conhecer uma mulher intimamente, e não demora muito para que Carrow e ele se apaixonem. No entanto, quando ela o trai e entrega a Ordem, ele jura que nada o impedirá de se vingar, ainda que esteja totalmente apaixonado.

Malkom sofreu todo tipo de traições e tortura, e mesmo com 400 anos, ainda se sente envergonhado por isso. No entanto, isso não muda o fato de que há um lado dele que precisa de amor, que é carinhoso e protetor, que anseia por confiar em alguém que o respeite. Carrow é uma bad girl incompreendida, disposta a não permitir que uma menininha inocente sofra o mesmo descaso que ela. Ela tem que entregar Malkom, traí-lo, e isso a deixa doente, mas mesmo quando ele promete matá-la, ela jura que fará o que puder para salvá-lo. Outro caso de opostos que se atraem — e são perfeitos um para o outro.
PS: Ruby, a prima de Carrow, é uma fofa. Achei super cute-cute os momentos dela com o Malkom e o modo como eles foram, aos poucos, desenvolvendo uma relação.

11. Dreams of a Dark Warrior
Regin também é seqüestrada pela Ordem e seu captor era ninguém menos que a 5ª reencarnação de Aidan, por quem se apaixonou mil anos antes. Como se a maldição de Aidan não fosse o bastante, Declan ele parecia disposto a destruir todos os imortais — inclusive Regin. A família dele foi brutalmente assassinada por imortais, e desde a adolescência, ele não tem feito nada além de lutar pelo extermínio de todos os monstros. Entre o fato de ele querê-la morta e a maldição, como eles poderiam ter um futuro juntos?

Declan é torturado — e tem marcas físicas e emocionais para provar —, mas também é irritante, pomposo, insensível e frio. Ainda bem que Regin está lá para guiá-lo. Ela é brincalhona, irônica, sagaz e osso duro de roer, nunca entrega os pontos e não leva desaforo de ninguém. Se sente culpada pelas sucessivas mortes de Aidan, e, mesmo apaixonada, percebe que não precisava aceitar todas as humilhações de Declan — isto é, Valquíria com raiva mode on. Aos poucos, ambos vão trabalhando as diferenças e Declan vai procurando meios de se desculpar, apesar de que, como ele pode perceber, é preciso muito mais que um “sinto muito” para apagar o mal que fez a ela.

12. Lothaire

6 comentários:

Liachristo on 21 de janeiro de 2012 20:09 disse...

Nossa! Que série! Parece ser daquelas que adoro!
Já foi publicada aqui no Brasil?
Fiquei doidinha pra ler todos! kkkkkkkk

Liachristo on 21 de janeiro de 2012 20:11 disse...

Olá. Já estou seguindo vocês. Adorei seu cantinho.
Se der passa lá para conhecer o meu, bjus
Lia Christo
www.docesletras.com.br

Lidy on 2 de fevereiro de 2012 11:19 disse...

Liachristo, essa série ainda não foi publicada aqui. :( Espero que as editoras abram os olhos e tragam os Imortais para cá, porque essa série é ótima! Mas dá pra achar as traduções "por aí", se você não tiver nada contra e-books. rs

Nanda S.A on 27 de junho de 2012 16:05 disse...

Para mim ela é definitivamente a melhor série do estilo. Adorei todas as particularidades de cada livro, cada personagem e o fato de as mulheres serem as que comandam a história. Lidy vc só cometeu um gave pecado: Nïx kkkkkkk comoledar com essa doida de pedra, ela dá o toque em todos os livros com seu jeito surtado. A Kreley Cole já prometeu um livro pra ela. Espero que n demore, pois sem dúvida promete ser um dos melhores.

www.romancesemebook.blogspot.com

Nanda S.A on 27 de junho de 2012 16:09 disse...

Lidy o "pecado" foi não valar da minha valkyria preferida rsrsrsr

E já saiu a capa do livro da nova série paralela, sobre os Dacian, aqui no site da autora/; http://kresleycole.com/books/shadows-claim.html

tó pra morrer de ansiedade

Lidy on 8 de julho de 2012 17:16 disse...

Ah, Nanda, a Nïx é o Easter Egg! rs Se eu falasse dela, não faria dos outros personagens. kkkkkkkkkk Amo aquela doidinha - quase tive um troço quando ela pede pro Rydstrom deixá-la lamber os chifres dele e a história dela com o Ló *UI*

Essa capa dos Dacian é uma loucura - e pelo que ela disse, o pessoal da Simon & Schuster fizeram do jeito que ela pediu. Agora só quero ver se Nïx aparece e se Lanthe e Thronos são o próximo casal. Bem, voltando pros Dacian, acho o Stelian uma loucura!

Postar um comentário

Olá, bem-vindo(a) ao EB. Deixe seu comentário que adoraremos ler. :)

 

Emotion Box Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting