sábado, 4 de fevereiro de 2012

Depois da Escuridão — Sidney Sheldon & Tilly Bagshawe

Postado por Lidy às 2/04/2012 12:51:00 PM
(After the Darkness — Record — 2010)



O que acontece quando uma mulher que teve tudo percebe que não tem mais nada a perder?

Grace Brookstein é a socialite mais querida dos Estados Unidos e leva uma vida de princesa. Até o dia em que o marido, gênio das finanças e administrador do fundo de hedge Quorum, sai para velekar e nunca mais volta. Enquanto lida com a tragédia, um escândalo envolvendo o Quorum irrompe: bilhões de dólares foram roubados de seus maiores investidores — trabalhadores americanos de classe média e baixa. Da noite para o dia, a vida de Grace se transforma. Todos os seus bens são confiscados e ela é acusada de fraude. Determinada a provar sua inocência, Grace Brookstein parte em uma jornada que revelará que ninguém à sua volta é digno de confiança.

Grace Brookstein veio de uma família rica; a mais nova de três irmãs, Grace se sentia confortável em se assumir no direito de ter tudo do bom e do melhor, de ser amada — começando pelo pai, cuja perda representou um trauma — por todos, do marido Lenny a uma série de anônimos. Tão ingênua que chega a ser irritantemente estúpida, o mundo Grace desaba quando o barco do marido desaparece durante uma tempestade. Depois disso, o caos: Grace é presa, condenada por fraude e pega prisão perpétua. Não apenas não tinha com quem contar — até mesmo seu advogado aceitou um suborno para deixá-la apodrecer na prisão.

Encontrando algumas poucas aliadas dentro da prisão, Grace logo descobre que passara a vida inteira rodeada de puxa-sacos, e que um deles podia ter matado seu marido. Desesperada, ela arma um plano de fuga e acaba conseguindo escapar.

Entra em cena Mitch Connors. Responsável por levar Grace de volta, ele precisa seguir os prováveis passos dela, com a ajuda de um detetive particular que tinha informações sobre o paradeiro dela. Mesmo querendo odiá-la, Mitch sente que alguma coisa está errada e pode ser que decida se aliar a ela na busca pela verdade e na tentativa de provar sua inocência. Mas não há mais nada de inocente em Grace — além de uma cega confiança em Lenny. Ela estava sozinha, deprimida e amarga, e disposta a procurar seus sabotadores e exigir vingança, mesmo que tivesse que se tornar uma assassina.

Minha opinião: 
Depois da Escuridão começa em ritmo lento. Tilly Bagshawe — que escreve como Sidney Sheldon desde 2007 — passa um longo tempo situando os personagens antes de alavancar a trama. Aliás, passa tempo demais. Já na primeira página é óbvio que todos ao redor de Grace e Lenny Brookstein são um bando de puxa-sacos interesseiros e subservientes. Todos sabiam disso. Menos Grace.

No começo, Grace é uma criatura inútil, fútil — sua única preocupação era organizar festas e bailes de caridade e gastar —, iludida, tola e infantil. Ela se deixa levar como um cachorrinho na coleira, sem nunca parar para pensar que precisa tomar as rédeas da própria vida. Até o casamento com Lenny, um homem muito mais velho, foi uma tentativa de resgatar a infância, utilizando-o como figura paterna para substituir o próprio pai, morto quando ela era criança. Porém, um ano depois, Grace estava diferente. Não era mais tão crédula ou fraca e queria se vingar. Ela sofre uma mudança radical — mata seu estuprador, toma uma substância abortiva, se vinga de um falso amigo que só queria lucrar para cima dela — e a cena me trouxe uma imagem hilária à cabeça! —, mata, intimida, assusta. Nada a ver com aquela criança boba do começo.

Mas, sinceramente, eu não estou nem aí para Grace. Foram necessárias mais de 150 páginas para ela crescer. O que eu quero mesmo é que Tilly Bagshawe encontre uma maneira satisfatória de trazer Mitch Connors em outro livro. Tal como um herói de romances, Mitch é generoso, gentil, numa incansável busca pela verdade — ainda que seja mais por estar apaixonado por Grace — com a vantagem de que reconhece que estava errado no início.

Então, Depois da Escuridão é um bom livro. Talvez um espinho para quem foi diretamente atingido pela crise financeira, ou para quem não goste de dramas, mas certamente vai satisfazer os pacientes, mártires e amantes de reviravoltas.

Ainda não sei se vou me arriscar a ler outro livro de Tilly Bagshawe — vai que todas as heroínas dela beirem a demência? —, mas sei que vou tentar se algum dia ouvir o nome Mitch Connors de novo.

9 comentários:

Mara on 5 de fevereiro de 2012 14:17 disse...

Realmente vou passar longe desse livro, eu não tenho paciencia para esperar a personagem crescer... afffffff!

Mas cunhadinha... eu fikei curiosa em conhecer o tal do Mitch... fikei sim!!!!

Ótima resenha Lidy!

bjos
Mara

Anônimo disse...

adorei ler DEPOIS DA ESCURIDÃO so naum gostei pq a grace naum ficou com mitch connors ....ele e o herói e ela tinha q dar uma chance pra ele!!!!

Anônimo disse...

Estou lendo o dito livro!
Sou muuito fã do Sidney, mas percebi na hora que tinha um toque exagerado de Tilly...
Vamos ver no que vai dar...
Nara

Lidy on 23 de junho de 2012 23:35 disse...

Nara, o livro poderia ser excelente... como um legítimo Sheldon, se não fosse por aquela pitada de novela mexicana. Enfim, espero que no fim das contas, você goste.

Anônimo disse...

Este livro é perfeito... Muito inteligente!
Só o final que achei que ela devia ficar com o detetive Mitch Connors!

Lidy on 6 de outubro de 2012 23:54 disse...

Anônimo, eu também preferia isso... mais ainda que o Mitch ficasse comigo. rs

Joao Henrique barbosa on 5 de novembro de 2012 21:50 disse...

Sidney Scheldon é uma das melhoras escritoras que já conheci adoro ler livros dela pois são todos historias emocionantes que da prazer de ler!!! Parabens pelo seu trabalho!

Joao Henrique barbosa on 5 de novembro de 2012 21:52 disse...

Sidney Scheldon é uma das melhoras escritoras que já conheci adoro ler livros dela pois são todos historias emocionantes que da prazer de ler!!! Parabens pelo seu trabalho!

Lidy on 25 de novembro de 2012 01:28 disse...

João Henrique, o Sidney era mesmo ótimo! Pena que morreu :(

Abraços

Postar um comentário

Olá, bem-vindo(a) ao EB. Deixe seu comentário que adoraremos ler. :)

 

Emotion Box Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting