domingo, 5 de fevereiro de 2012

Brilho no Olhar - Natalie Anderson

Postado por Mara às 2/05/2012 02:20:00 PM

Ela não deveria se aproximar de seu chefe mal-humorado…

Os opostos se atraem? Rude e rebelde, Lorenzo Hall é um homem que construiu a própria fortuna começando do nada. 

E agora ele tem um novo objetivo na vida: descobrir se sua assistente pessoal é tão certinha e recatada quanto parece.

É claro que Sophy deveria fazer de tudo para não deixá-lo se aproximar. Mas com aquele corpo e aquele brilho no olhar, seria muito difícil não ceder à tentação…

Meu Comentário:

Lorenzo Hall (Renz para os íntimos) é um homem inesquecível.

Dono de uma natureza indomável com um senso de humor pra lá de sensual, é impossível não se apaixonar por ele.

Uma mistura de Sakis Rouvas com Chris Evans, mudando olhos que são escuros e os cabelos negros que estão na altura do colarinho. Renz Hall é a personificação do proibido, do pecado.

Com um passado negro pesando sobre si, Renz não consegue deixar ninguém chegar perto o suficiente para tocá-lo.

Indigno de ser amado, sem chances de ser feliz... um homem capaz de vencer os obstáculos da vida, capaz de superar a pobreza e a violência, mas no entanto é incapaz de se entregar ao amor e ser feliz.

Há muito tempo não me empolgava tanto com um livro, talvez se deva ao fato de Renz me lembrar demais o meu melhor bad boy Roore Runaway, personagem de um romance que ainda estou escrevendo... e para as curiosas de plantão... num dos meus momentos poetisa consta uma passagem do livro... (clique aqui para ler).

Senti no Renz a mesma dor, a mesma desilusão, o mesmo espírito rebelde. Para ajudar ainda mais, Renz é um sedutor nato, e gente se Chris Evans aparece no filme Qual é o seu número? boa parte seminu, Renz rivaliza com ele nesse livro. São tantas cenas sem camisa, com a calça jeans de ziper aberto... que haja ventilador para esfriar os animos da pobre Sophy.
Digamos que a Sophy é o complemento que faltava para tornar essa história perfeita, uma pena eu não ser ela.

Enfim, nota 10.

Infelizmente esse livro ainda não se encontra disponível em e-book... mas assim que conseguir ele digitalizado coloco o link aqui.


E só para dar água na boca vou postar alguns trechos. 

Se a primeira impressão é a que fica... desfrutem a descrição do Renz!
Quando ela o viu a primeira vez, Renz estava jogando basquete solitariamente.

A bola quicou de volta para ele de novo. Ele a jogou para o lado e se encaminhou na direção dela. Sua calça jeans estava baixa e deixava à vista um pedaço de cueca. Ela não deveria, mas não conseguiu deixar de olhar.

Não havia gordura sob a pele, apenas músculos que se mostravam à medida que ele caminhava. O olhar dela foi atraído e ela pôde ver o peito másculo e cabeludo. Seus ombros eram retos e largos, e os braços, músculosos, e a pele brilhava de suor.
E pra quem gosta de emoção, senso de humor e muito calor... a segunda impressão é tão boa, ou melhor que a primeira:
Sophy achava que o encontro seria interessante. Ele não gostara de ter sido visto tão vulnerável. E, certamente não gostara da maneira como ela agira. Pelo pouco que conhecera dele, Sophy percebeu que ele gostava de estar no comando. Ela fora muito autoritária, provavelmente. Lorenzo iria exigir uma retratação. Mas de que jeito? Será que iria usar a sensualidade dele? Provavelmente não, ele era um perfeito playboy. Ela respirou fundo antes de bater na porta.
- Um minuto, por favor.
Sophy ficou aguardando, com os nervos à flor da pele. Porque a fazia esperar, será que queria deixá-la. Pois ele sabia, não é mesmo? Sabia bem o efeito que causava nela, ou em qualquer mulher. E ele usara isso a seu favor no seu apartamento, pois bastara um olhar, umas poucas palavras, e ela se derretera toda diante dele.
Pode entrar, agora - ele falou lá de dentro.
Ela abriu a porta e parou ali mesmo.
Lorenzo estava de pé junto à janela e de frente para ela. Usando calça jeans, sem camisa. A luz que entrava por trás formava uma aura de brilho em torno do seu corpo. Nem precisava de tanto, ele já era deslumbrante sem isso.
O torso dele era bronzeado e sem sinais de suor, mas ela queria vê-lo molhado novamente. Queria passar as mãos nele e deixa-lo quente de desejo.
Desde quando tinha fantasias sexuais com um estranho? Esses impulsos incontroláveis de luxúria? Devia estar sendo influenciada pela imagem irresistível daquela pele maravilhosa.
- A primeira vez foi um engano - ela murmurou. - A segunda, você não pode evitar. - Ela abriu os olhos e o viu se aproximar e parar a poucos centimetros do rosto dela - Desta vez...
- Foi totalmente premeditado. 

No texto abaixo eu realmente quero acreditar que a tradutora errou... sinceramente não creio que essa tenha sido a intenção do Renz... Sim, a gente percebe no texto todo uma fome pra lá de possessiva... mas não creio que ele quisesse feri-la, na minha humilde opinião, ele queria torna-la mais acessível... 

No entanto sei que esse trecho pode gerar muitas controvérsias.
Pra confirmar minha opinião, temos o fato de que na primeira vez do casal o Renz é totalmente altruísta, pensando apenas no prazer e na satisfação da Sophy.

Ele tinha amadurecido, e suas trangressões não eram nada perto do que fizera havia muito tempo atrás. Agora ele se mantinha dentro da lei. No entanto, essa mulher tão perfeitinha o provocava. Sua vontade era de violentá-la.
 Como todo Bad Boy... na verdade Renz Hall é muito carente:
- Quero sair daqui com você.
- Não mereço você.
- Merece, sim.
Ela o faria entender que o amava, de um jeito ou de outro. Ela o amava, mas não podia dizer isso mais uma vez. Para não pressioná-lo em dizer o mesmo. Talvez ele nunca conseguisse dizê-lo, mas não importava. Seu torturado guerreiro se expressava com gestos. E ele estava ali, e isso era o bastante.



2 comentários:

Lariane on 6 de fevereiro de 2012 20:44 disse...

Mara,

preciso ler esse livro depois dessa resneha linda.
Beijo,
Lariane - Leituras & Devaneios

Mara on 15 de fevereiro de 2012 22:03 disse...

Intão Lari!

O Renz é Maravilhoso... tanto que acabei correndo atrás do outro livro, que é anterior a esse e claro tem o Renz como melhor amigo da mocinha... "Olhar Traidor"... Estou lendo e amando.

Essa autora me foi apresentada pela Andrea Jaguaribe recentemente, mas já posso adiantar que me tornei fã do estilo dessa autora.

bjos
Mara

Postar um comentário

Olá, bem-vindo(a) ao EB. Deixe seu comentário que adoraremos ler. :)

 

Emotion Box Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting