quinta-feira, 3 de novembro de 2011

The Guardian — Sherrilyn Kenyon

Postado por Lidy às 11/03/2011 11:19:00 PM

A Dream-Hunter Lydia foi apontada para a mais sagrada e perigosa das missões: descer ao Reino Inferiore encontrar o deus dos sonhos desaparecido antes que ele traia os segredos que poderia matá-la e seu povo. O que ela nunca esperava era ser mantida prisioneira pelo guardião mais cruel do Reino...

O tempo de Seth está acabando. Se ele não conseguir encontrar a entrada para o Olimpo, sua própria vida e a de seu povo será perdida. Não importa a tortura, Seth não conseguiu quebrar o deus em sua custódia. Então há a bela Dream-Hunter Lydia: ela não está apenas protegendo os portões do Olimpo — ela está detendo um dos poderes mais perigosos do mundo. Se ela falhar, uma maldição antiga vai infestar a terra mais uma vez e ninguém estará a salvo. Mas o mal é sempre sedutor...

Há muito tempo me acostumei à idéia de que a série Dark-Hunter é a verdadeira história sem fim — até agora, contando com antologias e livros inteiros, são 32 estórias publicadas e a 33º está prevista para ser lançada em agosto de 2012. Sempre que parece que não há personagens disponíveis, além dos óbvios, Kenyon sempre dá um jeito de colocar alguém novo na jogada. Não que isso seja ruim. É só que ler um monte de livros sobre gente que eu nem sabia que existia me irrita. Por exemplo, desde quando Savitar apareceu, os leitores têm esperado a história dele, e nada, até hoje.

Mas, porém, contudo... Sempre tem aquele personagem que rouba nosso coração. E de qualquer forma, sempre dá pra revisitar aqueles outros que a gente adora. Por exemplo, no 31º livro Dark-Hunter, uma série de personagens legais dá o ar da graça aqui — mas sem Acheron, que só é mencionado, e mesmo assim nem o nome dele é citado.

A melhor parte é que, apesar de parecer não fazer sentido nenhum, The Guardian ata todas as sub-séries que há dentro dos Dark-Hunter (Were-Hunter, Dream-Hunter, Hellchaser, Chronicles of Nick, etc.) e acerta um monte de pontos em um livro só, como, por exemplo, o modo que Apollymi encontrou para punir os gregos por terem matado o filho dela — e não estamos falando dos Apollites de Apolo sugando almas, mas de coisa muito maior. O problema é que isso foi apenas comentado, mas não explicado, talvez porque Sherrilyn Kenyon esteja preparando o terreno para coisa maior, na qual todas essas informações vão colidir e justificar a máxima de Savitar de nunca se meter com o destino.

Seth e Lydia são maravilhosos, a tal ponto que eu lembrei de Zarek e Astrid, Acheron e Tory, Valerius e Tabitha e Jericho e Delphine — e seus respectivos livros. Meu único problema é que Lydia pareceu Mary-Sue demais e Seth me deixou muito frustrada quando insinuava que merecia o tratamento que recebia — e essas foram características exibidas por todos os casais acima citados. Talvez não Tabitha, porque realmente não consigo vê-la como uma criatura melosa que tenha ilusões muito altas a respeito do que é certo ou errado. Além do mais, o mistério sobre a morte da mãe de Lydia é explicado porcamente, e a relação dela com o pai é óbvia.

Logo no começo dá pra perceber que há coisa muito grande vindo por aí, e os acontecimentos de The Guardian serão cruciais, ainda que tenham sido abordados superficialmente. Ainda melhor é que esse livro parece colocar a série nos trilhos, uma vez que desde Acheron poucos livros foram realmente bons — e o último, Retribution, foi decepcionante. Além de tudo, o resumo faz a gente pensar uma coisa quando na verdade é outra.

Apesar de bom, The Guardian tem um final um tanto apressado e a sensação que fica é a de que Sherrilyn Kenyon preferiu correr as coisas a fim de não ultrapassar o limite de palavras determinado pelo editor. Também, o conflito final foi anticlimático, mas nem isso me impediu de aproveitar a leitura e torcer para que o próximo livro dos Dream-Hunter mantenha o ritmo.

Ainda lembrando que dia 15/11, Sherrilyn Kenyon vai liberar uma cena bônus intitulada Redemption. Veremos se eu consigo ler e resenhar aqui. :)

5 comentários:

Elis Miranda on 5 de novembro de 2011 21:29 disse...

Para minha vergonha parei Dark Hunters no livro da Tabitha com o Valerius... Sempre quero retomar mas acaba ficando para o dia seguinte... concordo com o número de livros, dá um pânico mas boa escritora é boa escritora, vamos ver o que o futuro nos espera.

kisses

Lidy on 12 de novembro de 2011 15:12 disse...

Elis, eu li a série toda de uma vez (precisei de coragem, viu? rs) pra me preparar pro lançamento de Bad Moon Rising - a história do Fang e da Aimée. E fiquei tipo "Que é isso? Muito barulho por nada." Seize the Night é ótimo e os dois que vêm depois - Sins & Unleash - são bons também, mas depois dá pra contar nos dedos de uma mão só quantos são realmente bons. Fico com medo do que SK vai fazer com certos personagens... tipo quando a Diana PAlmer diz que vai escrever uns livros. hehehehe

Flavia Lourenço disse...

Olá! Achei seu blog recentemente e estou adorando ler sua opinião com relação aos livros!
Acho ótimo saber um pouco do assunto antes de começar a lê-los...
Enfim, muitos livros que gostaria de ler sua resenha sobre o assunto aqui, outros que já li e adoraria te indicar se sua lista não tiver lotada já! rs
Parabéns pelo blog!

Beijos

Elis Culceag on 19 de novembro de 2011 02:33 disse...

Eu amo os Dark Hunters, meu preferido é o Acheron. Fiz uma postagem sobre ele no meu blog, passa lá...

http://arquivopassional.blogspot.com/2011/11/quem-nao-ama-o-acheron.html

Beijos...Elis Culceag.

Lidy on 26 de novembro de 2011 23:10 disse...

Flavia, obrigada! Pode sugerir sim, sempre que eu, a Mara ou a Rafa pudermos, ficaremos felizes em ler e resenhar aqui. Obrigada pela visita!

PS: eu só não garanto nada agora porque o ano tá acabando e as provas e trabalhos na faculdade me apertam. Dezembro não chega tão rápido.

Elis, ainda não conheço quem não goste do Ash, mas o amor Dark-Hunter da minha vida é e sempre será o Val... apesar de que o Ash com certeza está no meu top 3 - e o terceiro é o Vane.

Postar um comentário

Olá, bem-vindo(a) ao EB. Deixe seu comentário que adoraremos ler. :)

 

Emotion Box Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting