sexta-feira, 25 de junho de 2010

A estranha - Hilda Pressley

Postado por Rafaela às 6/25/2010 04:23:00 PM
Sinopse: Ser considerada uma estranha era um sofrimento para Sara Martindale. Recém-formada em medicina, tinha ido para aquela pequena cidade do sul da Inglaterra com o coração cheio de esperança, vontade de se dedicar ao trabalho e, mais do que tudo, desejo de esquecer um passado! Então, por que todos a olhavam como se ela fosse uma intrusa? Seria por influência do jovem e poderoso Dr. Jim Crombie, que a atacava diante de todos, com críticas ferinas e mordazes? Não importava o motivo de tanta hostilidade: Sara decidiu lutar e conquistar a cidade... e o amor desse homem orgulhoso e fascinante.  

Minha Opinião:

Diga-se de passagem, um dos meus estilos literários favoritos.

^^ Quando escolhi esse livro para a Maratona, sinceramente, pela sinopse me empolguei para ler, porque achei que seria legal, ver a mocinha tentando se adaptar a nova cidade e a nova vida, mas sendo duramente difícil por causa da hostilidade. Queria ver a mocinha sofrer e lutar contra as tais críticas e olhares tortos, (sou meio carrasca com os protagonistas principalmente as mocinhas, às vezes, porque acho que o final fica com gosto melhor quando há muitos obstáculos a saltar, perdoem o trocadilho rsrs).

Duramente conquistado, melhor saboreado no final. Mas acho que para variar criei uma expectativa maior do que a realidade. (isso é que dá ler muito Anne Mather, que escreve Florzinhas como ninguém, cheios de conflitos e emoções. ) Mas voltando... Achei "A estranha" uma leitura boa, mas que fica devendo na parte da tal hostilidade (não foi tão grande quanto parece na sinopse), na verdade o que é enfatizado na história é a rivalidade entre a Sara e o Jim, rivalidade esta que esconde um amor.

O velho caso clássico de: acredito-que-odeio-mas-no-fim-das-contas-descubro-que-era-amor. É bem legal ver as picuinhas e discussões entre eles rsrs =p. Outra coisa que gostei bastante é o fato de haver muitas descrições sobre procedimentos médicos e sintomas. Muito interessante saber como a medicina funcionava naquela época (este livro é uma verdadeira raridade, foi lançado aqui em 1966! *-*) e aprender algumas coisas. Conhecimento nunca é demais e podemos aprender algo novo de muitas e variadas formas, em muitos lugares e é sempre super válido.

O romance em si fica mais para o final do livro, mas é resolvido de uma maneira muito bonitinha. Num saldo geral fiquei com a sensação um pouco frustrante de que faltou algo mais, mas gostei do livro. Por hoje é só.

Até logo.

^^ Bjs

2 comentários:

Brunas F. on 3 de julho de 2010 18:12 disse...

Também gosto qndo a mocinha sofre kkk pq a conquista fica mais emocionante...e eu adoro esse tipo de livro que aborda o 'acredito que odeio mas descubro que amo' kk


amei o blog!

Lulu Sempre Romantica on 14 de julho de 2010 02:41 disse...

Oie Mara quero agradecer o carinho e caso tenha interesse podemos trocar link,fazer uma parceria.

Beijos

Postar um comentário

Olá, bem-vindo(a) ao EB. Deixe seu comentário que adoraremos ler. :)

 

Emotion Box Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting